quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Verão Olodum 2016 vem ai.. Dia 01 de novembro..


De volta para o futuro 1985 Olodum..

De volta para o futuro.

1985.

Um  pouco da história Olodum.

Neste ano o Olodum viveu muitas emoções boas e ruins, o carnaval foi extremamente difícil ,saíram apenas noventa e nove pessoas pagando no Bloco, que desfilava apenas sexta e segunda feira. No Femadum o compositor Nilson Conceição conhecido com Nilson do Morro ganhou o samba tema e o samba poesia, Neguinho do Samba assumiu a banda Olodum criando o Samba Reggae, O cantor Guiguiu deixou o Olodum, e o projeto Rufar dos Tambores base da Escola Olodum fez dois anos de existência. As dificuldades eram enormes e o tema  Moçambique , fez surgir a expressão vulcão africano do Pelo. 

Uma noite na fábrica da Ciquine Petroquímica no Divoc 2, onde eu trabalhava como operador II, diante do compressor de hidrogênio, chamei Valmir Franca, que também era operador e disse o Olodum precisa inovar entre os blocos afros vamos falar de Cuba um país afro latino americano, com roupas diferentes, musicas diferentes. No Femadum de 1986 o compositor Suka ganhou  o festival com o samba tema e o samba poesia com a musica Um povo em comum pensar e Todo menino é um. O Samba Reggae estava criado na batida, nas letras, e na musicalidade dos cantores, sendo o bloco afro Olodum o vice campeão de 1986, caminhamos para o futuro… 

Hoje o Olodum é uma marca afro brasileira internacional do Maciel Pelourinho no mundo.

Paz Absoluta.


JoãoJorge 


O Samba na realidade